Juros Abusivos em Contratos de Empréstimos Bancários

Você está pagando Juros Abusivos em Contratos de Empréstimos Bancários?

Está com as suas parcelas em atraso? Não consegue negociar com o banco ou já pagou mais do que devia? Você pode ingressar com uma ação revisional, recorrendo à justiça para garantir os seus direitos.
Nessa ação recorreremos das cobranças indevidas exigindo a retirada delas do seu contrato, fazendo com que seu nome não seja inserido nos órgãos de proteção ao crédito. Também serão discutidos os juros remuneratórios e a capitalização de juros.
juros abusivos em contratos

Mesmo com o seu empréstimo quitado você poderá recorrer às cobranças indevidas, ingressando com a ação revisional pleiteando a restituição em dobro dos valores cobrados indevidamente.

Na maioria dos contratos de empréstimos assinados junto a instituições financeiras é aplicada a cobrança de juros abusivos, taxas e encargos indevidos. Diante desta situação o consumidor poderá recorrer e pedir a revisão do seu contrato junto a justiça.

Veja outros exemplos de cobranças existentes nestes contratos que são indevidas:

Abuso na taxa de juros remuneratórios:
Considerada abusiva quando esta ultrapassa a taxa de juros média do mercado para o mesmo tipo de contrato.

Comissão de permanência: É a taxa cobrada pelo banco, quando o consumidor se encontra inadimplente, sendo cobrada uma taxa acima da contratada.

Taxa de administração de contratos: Conhecida como TAC essa taxa aparece nos empréstimos pessoais, principalmente nos consignados. O código de defesa do consumidor prevê a ilegalidade dessa cobrança.

Serviços de Terceiros: Trata-se de uma comissão que a instituição financeira paga ao revendedor, a qual é repassada ao cliente.

Capitalização de juros: Os famosos juros abusivos em contratos a cobrança de juros sobre juros.

Entre em contato com AMSPA.

WhatsApp